Nossos serviços

Comunicação

A Ecotec atua em quatro frentes: vendas e locação de equipamentos, manutenção, desenvolvimento de projetos e consultoria.

Um dos diferenciais da empresa é o atendimento personalizado para cada cliente.

A ação tem como objetivo entender a fundo o seu problema e oferecer a solução certa na área ambiental.

Soluções

Clique na imagem para maior resolução

Sistema de queima de biogás

Flare enclausurado ou aberto (tipo candlestick) e skid de sopradores.

Produtos de biogás

Tratamento de H2S.

Produtos de biogás/biometano

Tratamento de siloxanos [SRS].

cropped-cropped-ecotec-Copia.png

Solução ecotec

O que é um aterro sanitário em relação à produção de biogás

Resíduos depositados em aterros sanitários se decompõem por uma combinação de processos químicos, físicos e biológicos. A decomposição produz subprodutos sólidos, líquidos e gasosos, os quais podem ser uma preocupação no gerenciamento geral de um aterro sanitário. Os processos biológicos que atuam sobre os materiais orgânicos dentro dos resíduos começam logo após sua colocação no aterro sanitário.

Os processos físicos e químicos influenciam na disponibilidade dos nutrientes essenciais para o início do processo biológico. Embora a decomposição física e química do lixo seja importante na estabilização do aterro, a decomposição biológica é o único processo que produz metano. A decomposição biológica ocorre com bactérias naturalmente presentes, que é um processo complexo dentro do próprio aterro, consistindo em várias vias sequenciais e paralelas mediadas biologicamente pelas quais os resíduos é decomposto e transformar em biogás.

Processo de formação do biogás simplificado

FASE I

Processo aeróbio (ocorre com a presença de O2).

O subproduto principal deste processo é o CO2. A concentração de N2 é elevada no início desta fase, mas diminui durante a transição das quatro fases.

Continua até o esgotamento do gás 02, o que pode durar dias ou meses, dependendo da quantidade de O2 que varia conforme a compactação dos resíduos durante a operação do aterro.

FASE II

Inicia após o esgotamento de O2 presente no aterro.

Processo anaeróbio (ocorre sem a presença de O2).

O composto criado na Fase I é convertido nos ácidos acético, lático e fórmico e álcoois, tais como: metanol e etanol. Os subprodutos do processo são: CO2 e N2.

IMPORTANTE:

Quando o aterro sanitário sofre alguma intervenção que ocasiona a introdução de O2 nos resíduos, o processo microbiológico retorna para a fase I.

FASE III

Bactérias anaeróbicas consomem os ácidos orgânicos que foram produzidos na fase II, resultando em acetato.

Resultado = ambiente propício para a produção de metano pelas bactérias anaeróbicas, conhecidas como bactérias metanogênicas, as quais consomem o CO2 e o acetato.

FASE IV

A decomposição desta fase se caracteriza pela constância, tanto na produção, como nas taxas de composição do biogás.

cropped-cropped-ecotec-Copia.png

Solução ecotec

Engenharia

O aterro é semelhante a um digestor anaeróbico. É claro, existem limitações potencialmente importantes no grau em que o conteúdo do aterro é misturado e gerenciado. O resultado é que as variabilidades em tais características, tais como composição e idade do resíduo, umidade etc. são de grande importância para o grau e taxa em que o resíduo se decompõe e para a produção de metano a componente mais importante do biogás, que é calculado empiricamente na forma de modelagem de biogás/metano, fornecido pela Ecotec, que deve ser o mais preciso possível para minimizar o CAPEX.

Além disso, o conhecimento e a engenharia associados à instalação e monitoramento dos cabeçotes que devem ser instalados na forma adequada nos poços verticais sendo instalados no levantamento do maciço de resíduos, utilizando nossa experiência e produto de cabeçote (Ecoflo) desenhado com mais de 15 anos de experiência em sistemas de captação de biogás de aterro e nosso know-how para projetar e implementar esses sistemas para maximizar a eficiência de coleta de gás com destino final, tais como geração de energia e plantas de purificação (Upgrading) para reduzir oxigênio e nitrogênio infiltração e maximizar seu poder calorífico que metano dentro do maciço de resíduos, que é essencial para equilibrar a produção de biogás que está sendo produzido no processo biológico e o vácuo sendo aplicado para transportar o biogás a ser utilizado para o retorno do investimento.

Nosso conceito simplificado para dimensionamento de um sistema de captação mais eficiente